A Câmara Municipal de Gaúcha do Norte, vem através do Presidente, SR. ANTONIO RUBENS CONELIAN, esclarecer que na data de 25 de setembro, às 16:50 hs, foi protocolado nesta Câmara Municipal Projeto de Lei sobre autorização para abrir credito adicional suplementar no valor de R$ 2.237.377,00 (Dois milhões duzentos e trinta e sete mil e trezentos e setenta e sete reais), sendo que o referido Projeto estava em tramitando normalmente dentro do prazo regimental para votação, que é de no mínimo 15 dias quando trata-se de regime de urgência.
 
Porém devido a complexidade da matéria e considerando-se que houve apenas 03 dias úteis para analise da matéria, o referido projeto não foi incluído na Ordem do dia da Sessão Ordinária realizada no dia 1º de Outubro de 2013.
 
Em Extraordinária, os Vereadores reuniram-se no dia 02 de Outubro, para deliberação do referente Projeto, sendo por unanimidade aprovado, COM EMENDA MODIFICATIVA, autorizando o valor orçamentário de R$1.438.680,00 (Hum milhão quatrocentos e trinta e oito mil e seiscentos e oitenta reais), visando assegurar única e exclusivamente com os compromissos do Executivo com a folha de pagamento dos servidores, conforme estava sendo reivindicado.
 
Esclarece-se ainda que os próprios Vereadores foram até a sede da Prefeitura Municipal para encaminhar o projeto para sancionamento pelo Prefeito, mas o mesmo não foi encontrado e ninguém o recebeu.
 
Quanto às demais despesas e obrigações relacionadas no Projeto em questão, os Vereadores entenderam haver prazo para estes compromissos e aguardam, por maiores esclarecimentos do Senhor Prefeito, para posterior votação.
Frizamos que a intenção dos Vereadores, não é de prejudicar servidores ou fornecedores do Executivo e que o Executivo enviar novo projeto esclarecendo certas despesas, estes estarão dispostos a votar o valor realmente necessário para dar continuidade às ações do Executivo.