alt

Na tarde de segunda-feira (04), representantes da FUNAI, liderança indígena Kuikuro e poderes Executivo e Legislativo se reuniram para debater sobre o incentivo ao turismo no município, a permanência da cultura do Parque Indígena do Xingu e a valorização do município.

O cacique Jakalo Kuikuro relatou sobre sua preocupação em manter a cultura indígena assim como a necessidade de implantação de fontes de renda e de sobrevivência para o povo indígena e vê o turismo como uma alternativa.

A reunião foi convocada pela presidente da Casa de Leis, Maria Ivone Moreno Ferreira. “Se conseguirmos incentivar o Turismo em nosso município vamos com certeza renovar e valorizar o nosso comércio e consequentemente o nosso Xingu, pois Gaúcha do Norte é o portal do Xingu”.

“Demos o primeiro passo, esperamos juntar forças com as demais lideranças indígenas e seguir com essa ideia”, complementou a presidente.

Parque Indígena do Xingu

O Parque fica localizado entre os estados de Mato Grosso e Pará. Criado em 1961 pelo presidente brasileiro Jânio Quadros foi a primeira terra indígena homologada pelo governo federal. Seus principais idealizadores foram os irmãos Villas Bôas, com projeto redigido pelo antropólogo Darcy Ribeiro.

O Parque Indígena do Xíngu tem cerca de 50% de seu território dentro do município de Gaúcha do Norte, onde existem cerca de 25 aldeias com 9 etnias diferentes com uma cultura fabulosa.

Construção feita pelos irmãos Villas Bôas na aldeia Posto Leonardo, completa 60 anos.
Aldeia fica localizada no município de Gaúcha do Norte.

Fonte: Redação: Cely Trevisan - Gaucha News